DR. GILBERTO URURAHY DR. GILBERTO URURAHY Especialista em medicina preventiva

Revista MaisRio: A pandemia depois da pandemia

Pesquisa mostra que brasileiros estão bebendo mais, ganharam peso e fizeram menos exercícios desde o aparecimento do coronavírus.

 

Com a vacinação em massa em estágio avançado e o arrefecimento dos casos graves, no que parece ser o começo do fim da pandemia, começa a ficar mais claro o saldo negativo que este momento deixa como consequência na saúde dos brasileiros. Isoladas em casa, as pessoas viram vários de seus hábitos mudarem repentinamente: sedentarismo, insônia, ganho de peso corporal, queda na qualidade da alimentação, uso abusivo de bebida alcoólica.

 

Pesquisa realizada pelo Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS) aponta um cenário desolador, mesmo entre as pessoas que não contraíram a Covid-19: durante o confinamento social dos últimos meses houve um aumento considerável no consumo de bebidas alcoólicas e no sedentarismo, o que propiciou o aumento do percentual de pessoas com doenças crônicas, como problemas cardíacos, diabetes e obesidade.

 

A obesidade, por exemplo, fazia parte da vida de 20,3% da população adulta em 2019. Em 2020, a doença passou a afetar 21,5% das pessoas deste mesmo grupo. Comparado com 2006, o quadro é ainda mais preocupante: apenas 11% da população era obesa, um salto de mais de 10% em apenas 14 anos.

 

Os impactos são diversos e facilmente identificáveis: fragilidade da saúde mental, pânico e ansiedade, depressão, queda na motivação e dificuldade de concentração. Por meses, atravessamos um tempo em que a casa virou o centro de todas as atividades cotidianas. Para além dos desafios impostos, ficaram todos sobrecarregados com o home office, comendo mal – com significativo crescimento de consumo de ultraprocessados, de calorias e teor de gordura – e sem se exercitar. Resultado: aumento de consumo de álcool e sedentarismo, como acaba de identificar a pesquisa.

 

Agora, é tempo de avaliar e reverter os danos. A melhor ‘’vacina’’ contra os maus hábitos derivados da pandemia é uma fórmula que alia alimentação saudável, prática de atividades físicas com regularidade, distância de bebidas alcoólicas e cigarro, ter noites de sono reparadoras e controle do peso corporal.

 

Por fim, a realização de exames é uma medida preventiva importante, pois é capaz de identificar doenças, reduzindo as chances de complicações e prolongando a vida. Reveja seus hábitos, faça adequações a um estilo de vida saudável e agende seus exames periódicos.

 

Saúde é prevenção!

 

Gilberto Ururahy é médico há 40 anos, com longa atuação em Medicina Preventiva. Em 1990, criou a MedRio Check-up, líder brasileira em check-up médico. É detentor da Medalha da Academia Nacional de Medicina da França e autor de três livros: ‘’Como se tornar um bom estressado’’ (Editora Salamandra), ‘’O cérebro emocional’’ (Editora Rocco) e ‘’Emoções e saúde’’ (Editora Rocco).

    agende

    Veja também

    CADASTRE-SE E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS