Perfil de saúde do executivo brasileiro

 Após mais de 200.000 check-ups realizados em 30 anos de atividades, nossa experiência demonstra que a competitividade no mercado de trabalho, o alto nível de estresse vivido pelo homem atual, aliados à vida sedentária e hábitos alimentares inadequados, predispõem os executivos a contraírem doenças crônicas. Durante o ano de 2020, encontramos as seguintes alterações, abaixo relacionadas, nos profissionais de diversas empresas:

Fatores de risco para o desenvolvimento de doenças  coronarianas

É sabido que 40% dos óbitos que ocorrem em grandes centros urbanos têm como origem as doenças do coração. Dentre os fatores de risco para as doenças coronarianas encontram-se: estresse, peso acima do ideal, tabagismo, colesterol elevado, hipertensão arterial, sedentarismo, diabetes, histórico familiar, entre outros. Dos fatores de risco acima, até mesmo o histórico familiar pode ser modificado através da manutenção de estilo de vida saudável. Quanto maior o número de fatores de risco que o indivíduo apresenta, maior será a possibilidade de desenvolvimento de doenças crônicas, de infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, entre outras.

A partir do check-up médico realizado e do desenvolvimento de programas específicos para combater os fatores de risco para doenças coronarianas, os percentuais tendem a diminuir, gerando grande bem estar e segurança entre seus colaboradores, podendo ser demonstrados, graficamente, quando do próximo check-up médico. Estimule sempre os executivos de sua empresa a participarem das consultas pós-checkup médico, quando é elaborado, juntamente com o profissional estratégico da empresa, programas de promoção à saúde. Hoje, a MedRio Check-up desenvolve programas individuais de promoção à saúde para os executivos, bastando para tanto, agendar a consulta de retorno com nossos médicos. Esta ação faz parte do programa de gestão de saúde desenvolvido pela MedRio Check-up para os executivos, e pode ocorrer via Google Meet ou presencialmente. A seguir, apresentamos os gráficos evolutivos sobre doenças crônicas, encontradas na população examinada e o gráfico de alterações emocionais.

Doenças Crônicas

Alterações Emocionais

    agende