O Globo: Lombalgia, pandemia e depressão

Especialista em fisiatria alerta sobre os malefícios para quem fica sentado por horas

Ainda em tempos de pandemia de Covid-19, a dor lombar se faz presente, sobretudo, em executivos que necessitam permanecer horas sem a prática de atividade física no home office. Nota-se um aumento desse quadro de dor entre 65% e 80% da população. O importante debate foi tema do 14º Encontro com a Prevenção, realizado na sede da Med-Rio Check-up, em Botafogo, na noite do dia 11.

 

Dr. Marcus Vinicius Ferreira, especializado em fisiatria, foi o convidado do encontro que dá sequência à série de palestras promovida pela clínica especializada em prevenção. O médico advertiu para o crescimento do sedentarismo, ganho de peso corporal e também para os níveis de estresse durante a crise sanitária. 

 

– Falta de atividade física, ganho de peso e home office. Esse foi o quadro da pandemia. Quem não era sedentário passou a ser, permanecendo muitas horas sentado. Não é normal que o ser humano seja inativo. Ficar sentado por um tempo excessivo leva invariavelmente à dor lombar. E a prevalência da dor vai aumentando, com chances de reincidência – explicou o também acupunturista com especialização no Kitasato Institute, em Tóquio.

 

A lombalgia é caracterizada como uma sobrecarga, que pode ocorrer por uma queda, um traumatismo, postura inadequada e doenças degenerativas. Essa força compressiva sobre a região é a responsável pela dor.

 

– É preciso ouvir a história clínica do paciente, entender os indícios de dor específica e apalpar para descobrir os gatilhos de dor para que dados importantes não sejam perdidos durante a consulta. Evitamos também pedir exames de imagens que na maioria dos casos são desnecessários e expõem o paciente – pontua.

 

A atividade física é primordial para a dor lombar. Segundo o especialista, a caminhada é ‘’padrão ouro’’ e precisa ser progressiva. Para quem necessita permanecer sentado por muito tempo, o Dr. Marcus Vinicius Ferreira indica pequenos movimentos a cada uma hora durante o home office.

 

– Não somos feitos para ficarmos sentados por muito tempo, e o home office veio para prejudicar ainda mais o quadro de dor lombar. Pequenos movimentos, mesmo que sentado, e pequenas caminhadas a cada uma hora de trabalho já podem ajudar a aliviar a pressão sobre a coluna. Porém, quem precisa ficar muito tempo sentado pagará um preço – alerta.

 

 

A MED-Rio Check-up também conta com uma unidade na Barra da Tijuca e , em ambos os endereços, oferece segurança para que seus clientes realizem exames durante a pandemia. A clínica segue todas as diretrizes sanitárias. Os resultados dos exames são emitidos em até 24 horas por meio de aplicativo. Cada cliente possui um prontuário digital, podendo ter acesso ao atendimento pós-check-up via telemedicina. Os dados também são protegidos segundo a Lei Geral de Proteção de Dados. As unidades da Med-Rio Check-up estão integradas ao conceito ESG.

 

Diferenciais da Med-Rio Check-up

 

  • Experiência e exclusividade;
  • Líder em mercado no Brasil com 30 anos de atividades ininterruptas;
  • Equipamentos de última geração e equipe médica do mais alto padrão técnico;
  • Cerca de 200 mil check-ups médicos;
  • Duas unidades de atendimento no Rio de Janeiro: Botafogo e Barra da Tijuca;
  • Check-ups médicos realizados em 5 horas, de segunda a sábado;
  • Emissão de resultados em 24 horas e acesso por app móvel;
  • Clínicas digitais e inseridas no conceito ESG;
  • Certificação internacional de qualidade pela DNV Noruega;
  • Protocolos contra a Covid-19;
  • Material de contato 100% descartável;
  • Consultas médicas pós-check-up via telemedicina;
  • Três livros publicados sobre Medicina Preventiva;
  • Medalha da Academia Nacional de Medicina da França.

 

Conheça os planos e seguros aceitos pela Med-Rio e faça já o seu check-up.

 

Saúde é prevenção!

CADASTRE-SE E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS