VejaRio: 6 dicas para um 2021 mais saudável

Alimentação equilibrada, prática de exercícios e exames periódicos estão entre as dicas para um ano com mais saúde

2021: início de ano é ótima oportunidade para introduzir novos e saudáveis hábitos ao estilo de vida. Evanto Elements/Reprodução

Se o ano de 2020 foi dominado pelo assunto coronavírus, não resta dúvida que passaremos boa parte de 2021 ouvindo falar sobre as tão esperadas vacinas. No entanto, para muitas doenças já existe uma “vacina natural”, acessível a todos: um estilo de vida saudável. Ele melhora a imunidade, sem dor, sem efeito colateral, na dose certa, é democrático e pode ser praticado por qualquer pessoa. Um estilo de vida saudável representa 73% das chances de longevidade de um indivíduo.

Compartilho abaixo algumas dicas de como ter um 2021 saudável.

  1. Alimentação saudável – A alimentação equilibrada previne doenças, retarda o envelhecimento e melhora o humor. Dê preferência aos alimentos in natura ou minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, tubérculos ou raízes, oleaginosas, carnes, ovos e grãos. Diminua o consumo de sal e açúcar e mantenha-se sempre hidratado.
  2. Praticar exercícios físicos – A prática de exercícios fortalece a imunidade, previne doenças cardiovasculares, pois reduz a tensão arterial e o colesterol, aumenta a energia, além de ajudar a manter o peso saudável, a controlar o estresse e manter a boa saúde mental.
  3. Boa noite de sono – Segundo pesquisas, 75% dos brasileiros apresentam queixas em relação ao sono. O sono adequado é responsável por repor as energias e representa um dos segredos da longevidade. Dormir bem também ajuda a controlar o estresse, já que o organismo equilibra a produção dos hormônios cortisol e adrenalina e aumenta o da melatonina, que melhora o sono. Evite beber café, álcool poucas horas antes de se deitar. O uso de aparelhos eletrônicos na cama antes de dormir, como celular, televisão e computador, também prejudicam o bom sono.
  4. Não fumar – Recente pesquisa do IBGE apontou que 20,4 milhões de pessoas maiores de 18 anos consumiram produtos derivados de tabaco, fumado ou não fumado, de uso diário ou ocasional. Apesar de a estatística de fumantes estar em queda, ainda é um número bastante alto. O cigarro é um dos maiores causadores de doenças respiratórias e cânceres.
  5. Beber moderadamente – O consumo de bebida alcoólica, de forma moderada e responsável, não oferece risco grave à saúde. No entanto, se tais precauções forem extrapoladas, há o perigo iminente de doenças hepáticas, neurológicas e cardíacas. A dica é consumir com moderação.
  6. Fazer exames periódicos – Check-ups médicos contribuem na correção de eventuais fatores de risco para a saúde a partir da realização de exames preventivos. Procure seu médico ou uma clínica especializada e faça seus exames de rotina.

Aos leitores, os meus votos de um Feliz 2021, com muita saúde!

Gilberto Ururahy é médico há 40 anos, com longa atuação em Medicina Preventiva. É diretor da MedRio Check-up, líder brasileira em check-up médico. É detentor da Medalha da Academia Nacional de Medicina da França e autor de três livros: “Como se tornar um bom estressado” (Editora Salamandra), “O cérebro emocional” (Editora Rocco) e “Emoções e saúde” (Editora Rocco).

    agende

    Veja também

    CADASTRE-SE E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS